Para acessar o consultório virtual, devemos nos atentar a três principais aspectos:

  1. Navegador
  2. Permissões de câmera e áudio
  3. Velocidade da internet
  1. Navegador

O navegador deve estar sempre atualizado! Você consegue verificar isso, acessando esse link aqui. Lembrando que, de forma geral, dispositivos com sistema operacional Windows devem acessar o consultório virtual através do Google Chrome e dispositivos iOS, através do Safari. Você encontra mais detalhes acessando esse artigo escrito pela nossa equipe :)

É preciso ter cuidado especial ao abrir o link no aplicativo do Gmail! No caso do Android, ao abrir o email de acesso ao consultório virtual, você deve segurar o botão e selecionar a opção "Abrir no navegador"; assim uma nova aba do Google Chrome será aberta. Dá uma olhada no vídeo abaixo:

Nos  iOS, você deve utilizar o Safari. Se esse já for seu navegador padrão, você irá acessar normalmente. Mas, se você não tiver feito essa definição, um minibrowser será iniciado. Neste caso, você deve clicar na bússola para acessar a sessão através do Safari:

2. Permissões de câmera e áudio

Ao acessar o consultório, irá aparecer uma mensagem de permissão ou bloqueio a câmera e microfone. Você deve selecionar a opção Permitir:

Um outro caminho para verificar se está tudo certo, caso esteja acessando por um dispositivo com sistema operacional Windows é clicar na Câmera, no canto direito barra de endereços:

3. Velocidade da Internet

Nós não recomendamos o uso do WiFi em redes compartilhadas (como empresa ou hotéis). Isso porque a oscilação pode gerar grandes perdas na imagem e som, prejudicando a sessão. Outra dica é verificar o quão próximo você está do roteador e se há alguma interferência!

O recomendado é uma internet com pelo menos 1 Mb de velocidade de download e que possua latência (PING) inferior a 300ms. Você consegue verificar como está a sua conexão acessando esse link aqui.


Encontrou sua resposta?